Aprender a meditar

Comecei a meditar há cerca de 5 anos. Enquanto andava a viajar sozinha, em Nicarágua.

Antes disso, via a meditação como algo muito difícil. Como se meditar só fosse meditar quando conseguisse atingir o “nirvana”. E isso era quase impossível, como é que eu, a pessoa mais acelerada do mundo ia conseguir ficar quieta por mais de 1 minuto e ainda por cima, sem pensar em nada? Piada!

Mas meditar mais não é do que estar presente. Segundo Maharishi Vethathiri : “A meditação é um método científico de melhorar a capacidade da mente. Ele corrige a mente em uma de força magnética, melhorando a capacidade de se concentrar. Esta é a chave para a auto-realização.””

Ora então, para se meditar, basta tentar. Não é preciso atingir nenhum estado ou nível. O facto de colocarem as técnicas em prática, já pode ser chamado de meditação.

Tenho fases. Fases em que adoro e repito todos os dias. Fases em que me esqueço, acho que não tenho tempo e perco a real noção do quão bem me faz.

Como tudo na vida e como seres humanos que somos, somos também seres de hábitos. Por isso, esta é uma técnica que requer treino, prática e repetição.

Mas garanto-vos, os resultados são óptimos e podem realmente mudar as vossas vidas.

 

Para iniciantes na prática, super recomendo as meditações guiadas da Louise Hay (aliás, super recomendo todos os livros dela), que podem encontrar no youtube e algumas até com tradução para português do Brasil.

Mas para vos ajudar desde já, deixo-vos algumas dicas:

  • Escolham uma hora e local que evite distrações.
  • Podem escolher qualquer posição desde que estejam o mais confortáveis possível.
  • Silenciem o telemóvel mas deixem um alarme para tocar na hora que querem finalizar a meditação, assim não precisam estar sempre a olhar para o relógio.
  • Podem colocar alguma música relaxante de fundo e com volume baixo.
  • Inspirem e expirem profundamente pelo nariz. Sintam o ar entrar e sair e observem-no.
  • Se a vossa atenção se desviar da respiração, tragam-na de volta. Não se repreendam, apenas percebam que já não estavam presentes e voltem.
  • Tenham paciência e aceitem tudo o que se passar na vossa mente. Meditar passa também por deixar estar, observar e tornarmo-nos simplesmente conscientes do que está a acontecer à nossa volta.

Espero que meditar seja tão benéfico para vocês como é para mim.

E vocês? Costumam meditar?
Partilhem comigo os benefícios que sentiram através da meditação no

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *